quarta-feira, 24 de março de 2010

Artes do fogo




Fogo que a tudo transforma




Artes do Fogo vai buscar à cultura material toda a arte de matriz popular que tem no fogo o seu elemento mais importante. O fogo foi descoberto pelo homem há mais de quinhentos mil anos e desde en
tão assumiu um papel fundamental na sua vida, como meio de protecção, apoio e de intervenção no fabrico de artefactos. Uma das expressões mais antigas da arte do fogo, com mais de 15000 anos, tem a ver com a cozedura da argila e o fabrico de artefactos de uso diário.

Na época anterior a descoberta da produção do fogo, os seres humanos tinham que esperar um raio cair em uma árvore ou um incêndio numa floresta. O homem ficava totalmente dependendo do acaso para conseguir este precioso bem. Com o desenvolvimento da inteligência, através da observação, o homem conseguiu produzir o fogo. Este processo ocorria de duas formas: 1) batendo uma pedra na outra e produzindo faísca que atingia palha; 2) friccionando graveto seco numa madeira até produzir a faísca, atingindo a palha. Com a produção do fogo, o homem pré-histórico garantiu um grande avanço, pois podia iluminar a caverna, cozinhar a carne, espantar os animais selvagens e garantir o aquecimento nas épocas de frio.

a onblur="try {parent.deselectBloggerImageGracefully();} catch(e) {}" href="http://2.bp.blogspot.com/_p9ZwtyncAZI/S6v6oZGvMfI/AAAAAAAAADU/KaZVdIcEXqM/s1600/cartoon1_fogo.gif">

Quando saiu das cavernas e se tornou um agricultor, o homem necessitava não apenas de um abrigo, mas de vasilhas para armazenar a água, os alimentos colhidos e as sementes para a próxima safra. Tais vasilhas tinham que ser resistentes ao uso, impermeáveis a humidade e de fácil fabricação. Essas facilidades foram encontradas na argila, deixando pistas sobre civilizações e culturas que existiram milhares de anos

A picareta dos arqueólogos, ao remexer entre os sedimentos que os séculos acumularam no solo do Velho Mundo, encontra com muita freqüência, entre os resíduos das palafitas e das casas, fragmentos de terracota e cacos de vasos ou de ânforas, cozidos num fogo que se apagou há milhares de anos.

A cerâmica é o material artificial mais antigo produzido pelo homem, existindo a cerca de dez a quinze mil anos. Do grego "kéramos”, "terra queimada" ou “argila queimada” é um material de imensa resistência, sendo freqüentemente encontrado em escavações arqueológicas.

2 comentários:

  1. Que surpresa Marcinha... gosto, parabéns e um brinde às coisinhas boas da tua vida.-)

    ResponderEliminar
  2. digo :-) Mike um brinde ás coisas boas da vida!!!:-)

    ResponderEliminar